quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Reflexão...




Há momentos em que se pára...


Se pára em busca de um caminho, uma amor, um objetivo, uma esperança, uma idéia, um dinheiro, uma música, um amigo...

E este é o meu momento de parar em busca de tudo isso e mais um pouco, mas isso cabe somente a mim... Coloco meu coração nas mãos para tentar entender o que ele busca...

Vou atrás de esclarecimento... de amor... de maneiras de ganhar tulipas... de chegar onde eu quero e a quem eu quero...

Em busca das amizades que se perderam... dos objetivos que se perderam... das idéias que se perderam...das músicas que se perderam...e do ritmo e da poesia que se perdeu... Mas eu convido quem quiser vir comigo nessa busca, cada um dentro de si, da maneira que achar melhor...

E que nesse caminho prevaleça o RITMO e a POESIA... POESIA...

Por que lá no fim, no fim da noite, no fim da festa, no fim da balada e quando área V.I.P fecha e as garrafas ficam no chão é o que importa: a POESIA.



2 comentários:

B.I.G. disse...

Realmente....qdo a champanhe acaba o que fica pra trás é uma taça vazia....e ai só a reflexão sobre nós mesmos...é que pode tornar o vazio cheio de ar...para uma nova respiração...que possibilita novas conquistas..sejam elas quais forem...nesse relâmpago de inspiração e vida é que está escondida a poesia!!!

kenia disse...

Mas,nem tudo está perdido... está apenas escondido em algum lugar, algum cantinho dentro da gente, basta olhar bem p/ dentro,tentar chegar o mais perto possivel do nosso interior e encontraremos tudo aquilo que pensamos ter perdido em determinado momento...